bioplastia

IN ES BR

Central de Atendimento

AGENDAR CONSULTA

De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Sábado, das 9h às 14h.

Certificações

Certificação CNPQ
Certificação empresa CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Tratamento Capilar

Tratamento para Queda de Cabelo

tratamento capilar inclui equilíbrio nutricional e controle da oleosidade para cabelos fortes, com brilho e bem hidratados. Como boa parte do aspecto dos fios depende da saúde do couro cabeludo, a avaliação é realizada geralmente por médico, dermatologista ou tricologista, podendo demandar a realização de exames específicos.

visão microscópica digitalizada de cabelo desvitalizado que precisa de tratamento capilar com tricologia

O crescimento dos pelos no corpo pode ser dividido em três fases distintas:

A fase anágena é caracterizada pelo crescimento da matriz capilar, no couro cabeludo ela dura de dois a seis anos, período em que surgem 80% a 90% dos folículos responsáveis pela formação do cabelo. Nas pernas, entretanto, este período é de 19 a 26 semanas; no buço, de quatro a 14 semanas; e nas axilas, cerca de 12 meses.

A segunda fase é conhecida como fase catágena, período de repouso dos pelos com duração de duas semanas. Nesta fase, os folículos sofrem diversas modificações morfológicas e moleculares causadoras da morte celular dos cabelos.

Por fim existe a fase telógena, responsável pela eliminação dos folículos mortos. Esta fase dura cerca de cinco ou seis meses e atinge quase 20% dos folículos, sendo natural a perda de até 100 fios de cabelo ao dia. Se a queda ultrapassar esse número recomenda-se avaliação médica.

Durante a fase telógena, é possível que ocorra um fenômeno chamado Eflúvio Telógeno, uma intensa queda folicular em todas as áreas do corpo, não somente no couro cabeludo. As causas deste fenômeno podem ser desde alterações hormonais até infecções e deficiências nutricionais. Após tratada a causa do eflúvio os cabelos devem voltar a crescer em aproximadamente seis semanas.

Existem três texturas capilares principais: os lisos/lisótricos, os ondulados/sinótricos e os cabelos crespos/ulótricos.

Quanto à porosidade ou sensibilidade, os cabelos podem ser divididos em cabelos porosos, aqueles que obtêm escamas de cutículas abertas e absorvem melhor elementos químicos; cabelos normais, que contêm escamas nas cutículas semiabertas e apresentam absorção normal dos elementos químicos; e cabelos impermeáveis, com escamas das cutículas fechadas, o que dificulta a penetração dos elementos químicos.

Também podemos classificar os cabelos quanto ao teor lipídico. Temos os cabelos oleosos, que produzem óleo em quantidade acima da regular, criando a sensação de cabelos sujos. Produção excessiva que pode estar ligada a fatores hormonais, estresse ou ao uso de certos medicamentos. Este tipo de cabelo deve ser lavado regularmente para diminuir a aparência oleosa. Contudo, é importante evitar o ressecameto, pois a remoção completa da oleosidade induz a produção de mais oleosidade como meio de reparação.

Os cabelos secos, ao contrário dos oleosos, não devem ser lavados diariamente. Produzem menos óleo que os cabelos normais, apresentando uma haste seca e sem brilho. Os fatores externos, como sol, vento e poluição são os principais causadores desta característica.

Já os cabelos mistos possuem oleosidade apenas na raiz, mas mantêm as pontas secas. Cabelos compridos têm mais chance de apresentar estas características, devendo ser lavados com xampu para cabelos oleosos, seguido por um condicionador aplicado apenas nas pontas.

A queda de cabelo no couro cabeludo ou em outras partes do corpo é conhecida como alopecia. A queda pode ser hereditária, como a calvice masculina; quimioterápica; areata, localizada e limitada; totalis, perda dos pelos de diversas partes do corpo; ou universalis, perda de todos os pelos do corpo.

Tratamento Capilar:

Finasterida: A alopecia mais comum é a calvice masculina. O tratamento capilar com resultados mas visíveis é a finasterida, droga que impede a atuação da enzima 5-alfa-redutase e diminui o nível de dihidrotestosterona (DHT) no couro cabeludo, o principal hormônio masculino responsável pela queda de cabelo. Essa droga é capaz de produzir cabelos com aparência natural e recuperar áreas que já estavam rarefeitas.

Minoxidil: Esta substância é capaz de prolongar a fase anágena, estimulando os folículos pilosos e aumentando seu tamanho. O minozidil também abre os canais de potássio e aumenta a proliferação e a diferenciação de células epiteliais na haste capilar. Além disso, aumenta o fluxo sanguíneo cutâneo quando aplicado localmente.

Tretinoína: Esta estimula o crescimento e o desenvolvimento de células da pele e aumenta a eficácia dos outros medicamentos. Em casos mais graves, os medicamentos podem ser aplicados por médicos diretamente no couro cabeludo.

A tricologia é um tratamento capilar que pode demandar exames como dermatoscopia ou (foto)tricoscopia, teste de resistência da haste capilar, microscopia ótica polarizada, tricograma, controle fotográfico, biópsia do couro cabeludo (exame histopatológico), perfil laboratorial e mineralograma. Conforme o diagnóstico o dermatologista pode recorrer a tratamentos específicos ou uma combinação deles, incluindo microagulhamento cutâneo, intradermoterapia capilar, tratamento com led, tratamento tópico ou massagem capilar.

Entre os problemas capilares mais comuns está a caspa, que pode ser tratada com shampoos encontrados facilmente no mercado. No entanto, existem uma série de comportamentos que podem causar o problema e que se não forem modificados continuarão a influenciar no surgimento da caspa mesmo com o uso de shampoo. A realização contínua de chapinha, escova e aplicação de tintura ajuda a desencadear a caspa. Provocada pelo excesso de oleosidade que gera descamação da pele incluindo o couro cabeludo, a condição é agravada pelo manipulação constante dos fios e banhos de água quente. Se mesmo assim não houver diminuição do problema é necessário consultar um médico sobre outros tratamentos para caspa.

Leia também: transplante capilar FUT em Porto Alegre

Leia também: transplante capilar FUE em Porto Alegre

"


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife